Pró Monarquia - Site Oficial da Casa Imperial do Brasil
Placeholder image

140x140

Sua Alteza Real,
Dona Isabel de Orleans e Bragança, Princesa do Brasil, Princesa de Orleans e Bragança

NOTA DE FALECIMENTO
05 de novembro de 2017

A Missa de 7º Dia pelo eterno repouso da alma de Sua Alteza Real a Princesa Dona Isabel de Orleans e Bragança será celebrada no Rio de Janeiro, na Igreja da Imperial Irmandade de Nossa Senhora da Glória do Outeiro, no dia 6 de novembro de 2017, sexta-feira, às 12h30.

O Príncipe Dom Luiz de Orleans e Bragança, Chefe da Casa Imperial do Brasil, profundamente consternado, comunica, em seu próprio nome, assim como em nome de seus irmãos, respectivos cônjuges, filhos e netos, bem como em nome de todos os demais familiares, o falecimento de sua muito querida irmã Sua Alteza Real, Dona Isabel de Orleans e Bragança, Princesa do Brasil, Princesa de Orleans e Bragança, que no dia 5 de novembro de 2017, no Rio de Janeiro, depois de uma bem realizada existência, aos 73 anos de idade, confortada com os sacramentos da Santa Igreja e a bênção de Sua Santidade, Deus Nosso Senhor teve por bem chamar a Si.

A falecida era a quarta filha do Príncipe Dom Pedro Henrique de Orleans e Bragança, Chefe da Casa Imperial do Brasil até seu falecimento em 1981, e de sua esposa a Princesa Dona Maria Elizabeth da Baviera.

As exéquias foram realizadas na cidade de Vassouras – RJ, no dia 6 de novembro, com Missa de Corpo Presente na Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição e sepultamento no jazigo da Família no Cemitério da Irmandade de Nossa Senhora da Conceição.

A todos o Senhor Dom Luiz encarece orações pelo repouso eterno da alma de sua dileta irmã.

Rua Itápolis, 873 – Pacaembu
01245-000 São Paulo – SP
condolencias@monarquia.org.br


 

140x140

Comunicado de 23 de maio de 2017
de Dom Luiz de Orleans e Bragança

FAMÍLIA IMPERIAL: ANTE A CRISE QUE ANGUSTIA A NAÇÃO, UM CHAMADO À COOPERAÇÃO EM BUSCA DE SOLUÇÕES PONDERADAS

Nos últimos dias o Brasil entrou numa das etapas mais agudas da crise que o assola gravemente. 

É uma profunda crise moral, de valores, ideológica, com dramáticos reflexos institucionais e até econômicos.

Leia mais Download PDF

Não escapa a um observador atento da realidade que uma série de movimentações, propostas e artimanhas oportunistas tentam semear o clima de desconcerto e de caos nesse cenário, alimentando soluções mágicas e imediatistas de salvadores da Pátria, bem ao estilo do republicanismo vigente.

As convulsões provocadas por políticos, altamente desmoralizados, distantes dos anseios e esperanças das faixas mais sadias de nossa população, tornam muito difícil um caminhar confiante do País rumo a um futuro de paz social, de prosperidade, de grandeza e de Fé, que a grande maioria almeja.

É alentador perceber que, uma vez mais, a perspicácia de nossa gente tem levado o País a desconfiar de tais movimentações e a permanecer distante das manobras com que os fautores do caos parecem querer envolvê-lo.

Neste momento crítico é compreensível e natural que muitos olhares se voltem para a Família Imperial, que, desde o golpe republicano de 1889, sem qualquer ressentimento pelo passado, tem mantido sua postura de serviço à Pátria, dentro da mais estrita legalidade, cônscia de seu alto papel social.

O momento, carregado de muitas incertezas, exige antes de tudo grande vigilância e argúcia, a fim de não permitir que comoções momentâneas conduzam a Nação para choques que só interessam aos que buscam semear a discórdia e retalhar o Brasil, inclusive em seu território.

Através de inimagináveis esquemas de corrupção, o Brasil tem sido vítima de um projeto de dominação socialista do Estado, de destruição e aviltamento das instituições, de adulteração completa dos mecanismos de representatividade do chamado regime democrático, e de financiamento do socialismo do século XXI por toda a América Latina. 

A instituição da família tem sido triturada, a economia sufocada, com um cerceamento da propriedade privada e da livre iniciativa e nossos valores cristãos espezinhados em todos os campos.

Contra todas as expectativas, e numa demonstração de sadia reação, milhões de brasileiros fizeram sentir, de Norte a Sul do Brasil, num clima de serenidade e de paz, que querem seu País de volta e que sua bandeira jamais será vermelha. 

Muitos, inclusive, proclamaram sua convicção de que um retorno às benéficas, equilibradas e moralizadas instituições da Monarquia seria o caminho de resgate da grandeza Pátria.

No presente momento, acentua-se o divórcio desse Brasil profundo que trabalha e vive em harmonia, com políticos que em acertos espúrios pretendem encaminhar o País para as vias do autoritarismo, da discórdia e miséria socialista, como bem podemos penalizados observar na nossa vizinha e irmã Venezuela.

Torna-se necessário, pois, encontrar soluções sábias que congreguem de modo consensual os diversos setores da sociedade. 

A Família Imperial, juntamente com a crescente corrente monárquica espalhada pelo Brasil, está disposta a cooperar na busca das soluções ponderadas que sejam uma saída para a crise que angustia aos brasileiros, na certeza de que não faltará ao Brasil, uma vez mais, a proteção de sua Padroeira, Nossa Senhora Aparecida, a quem, por ocasião da Independência, Dom Pedro I consagrou esta Nação.

São Paulo, 23 de maio de 2017
Dom Luiz de Orleans e Bragança
Chefe da Casa Imperial do Brasil

Recolher texto


XXVII ENCONTRO
MONÁRQUICO

140x140

79º aniversário do
Chefe da Casa Imperial do Brasil

Leia o texto

No dia 10 de junho de 2017, na cidade do Rio de Janeiro, realizou-se o XXVII Encontro Monárquico, no Windsor Flórida Hotel, no Flamengo.

No dia 11, domingo, houve a comemoração do 79º aniversário do Chefe da Casa Imperial do Brasil, o Príncipe Dom Luiz de Orleans e Bragança. A Missa em Ação de Graças foi celebrada na Igreja da Imperial Irmandade de Nossa Senhora da Glória do Outeiro, às 12 horas, seguida do almoço comemorativo realizado no salão Guanabara, o mesmo no qual ocorreram as sessões do Encontro.

Vídeo Parte I:

Vídeo Parte II:


EVENTO EM
SANTA CATARINA

140x140

Evento Monárquico
em Nova Trento

Leia o texto

Dom Bertrand de Orleans e Bragança esteve no Estado de Santa Catarina, entre os dias 9 e 11 de março de 2017, representando a Casa Imperial do Brasil nas comemorações do Sesquicentenário de Fundação da Colônia Imperial Príncipe Dom Pedro.

Fundada em 10 de março de 1867, por imigrantes estadunidenses liderados pelo inglês Dr. Barzillar Cottle, nomeado por Dom Pedro II para formar uma colônia na confluência do Ribeirão Águas Claras com o Rio Itajaí Mirim, a região hoje corresponde aos Municípios de Botuverá, Vidal Ramos e Nova Trento.


PALESTRA NO
LITORAL DE SÃO PAULO

140x140

Palestra de Dom Bertrand
em São Vicente

Leia o texto

O Príncipe Dom Bertrand, no dia 20.03.17, ministrou palestra intitulada “Brasil: Passado Glorioso e Futuro Promissor”, na Cidade de São Vicente, no litoral de São Paulo.

O evento, promovido pela Prefeitura Municipal de São Vicente e pelo Instituto Histórico e Geográfico do Município, teve lugar na heráldica Casa do Barão, na Rua Frei Gaspar, 280, contando com a presença de numeroso público bem como das autoridades locais.

Foi uma ótima oportunidade de reunir monarquistas do litoral de São Paulo e de difundir o ideário monárquico entre os presentes.



HERDEIROS
DO PORVIR

140x140

Boletim periódico
da Pró Monarquia.

Leia o resumo

O Boletim Herdeiros do Porvir tem como objetivo noticiar campanhas e eventos relacionados às atividades da Casa Imperial do Brasil.

Realiza também a análise dos fatos contemporâneos nacionais e internacionais à luz dos princípios monárquicos.

Ao mesmo tempo procura destacar que há uma corrente profunda e cada vez maior da opinião pública que dá sinais inequívocos de estar se libertando da tirania das utopias igualitárias, e que busca nos valores do direito natural uma inspiração sadia para o porvir.


O BRASIL IMPERIAL


140x140
Rainha Dona Maria I

140x140
Dom João VI

140x140
Dom Pedro I

140x140
Dom Pedro II

140x140
Gastão de Orleans

140x140
Princesa Isabel

A FAMÍLIA IMPERIAL


140x140
Dom Luiz

140x140
Dom Bertrand

140x140
Dom Antônio

140x140
Dom Pedro Henrique

140x140
Princesa Maria da Baviera

140x140
Dom Luiz

140x140
Dona Maria Pia

Pró Monarquia é uma associação cívico-cultural sem fins lucrativos, fundada em 1990, que tem por finalidade promover, orientar e coordenar iniciativas voltadas à restauração do regime monárquico de governo no Brasil, observada a legitimidade dinástica. Assim, sob os auspícios do Chefe da Casa Imperial do Brasil S.A.I.R. o Príncipe Dom Luiz de Orleans e Bragança, realiza e incentiva atividades de estudo, formação e divulgação concernentes à Dinastia brasileira, à nossa história, valores e tradições, bem como à excelência do regime monárquico enquanto tal e à realidade nacional, de modo a obter a coesão dos monarquistas brasileiros em torno de um mesmo ideário e atrair para a causa monárquica a simpatia e a adesão dos compatriotas.